Brasília 06:39:07
Lisboa 06:39:07
Roma 06:39:07
Cotação Euro:
Direito previdenciário

Lista com os 5 erros mais comuns durante uma análise de requerimento de benefício

Publicado em 24-07-2020
Lista com os 5 erros mais comuns durante uma análise de requerimento de benefício
Quando o trabalhador dá entrada na documentação para solicitar a aposentadoria, é preciso estar atento ao cumprimento de todas as exigências do INSS para que o valor não seja menor que o esperado e assim, o processo possa ter andamento sem causar dor de cabeça ao segurado.
Confira a lista com os 5 erros mais comuns durante uma análise de requerimento de benefício e identifique se um deles não é o seu caso:
1- Deixar de fazer o acerto de vínculos do CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais;
2 – Valor da contribuição lançada no CNIS está diferente de sua remuneração;
3 – Cálculo errado de sua renda mensal inicial – RMI;
4 – Tempo de atividade especial não reconhecido pelo INSS;
5 – Não inclusão do tempo afastado em gozo de benefício no INSS.
Qualquer um desses erros pode prejudicar, e muito, o valor final de sua aposentadoria, portanto, fique atento.
O ideal é que, ao ter seu benefício concedido, você encaminhe a carta de concessão a um especialista para que ele verifique se o valor está realmente correto. Como milhares de benefícios previdenciários são concedidos diariamente pelo INSS, alguns equívocos podem acontecer.
Lembrando que o prazo para o INSS analisar o pedido, deferir ou indeferir, é de 45 dias.